É uma boa copiar o modelo de negócio de uma startup estrangeira?

Mar 14

O segredo de uma startup de sucesso é crescer rapidamente e conquistar um volume de receita muito grande. Se você se considera um excelente empreendedor e confia que conseguirá copiar um modelo estrangeiro com sucesso, pode ser uma boa ideia. Ao mesmo tempo, você precisa considerar seu custo de oportunidade e as barreiras de entrada para seus concorrentes.

O mercado brasileiro é muito grande, e muito carente de boas soluções já existentes lá fora. Modelos de sucesso comprovado no exterior – por exemplo, o de compras coletivas – podem garantir a abertura de um mercado que não existia antes, e uma startup poderia ganhar muito com isso. Mesmo assim, as startups “clones” poderão rapidamente competir em um oceano vermelho, caso as barreiras de entrada sejam baixas e muitos empreendedores optem pelos mesmos modelos.

Caso isso aconteça, você poderá precisará agir muito rápido e garantir que seja um first-mover (o primeiro que entra no mercado, e que se consolida como líder antes de qualquer outro). Com inovações, nem sempre ser o primeiro é melhor – mas com cópias de modelos provados, diversas perguntas se aplicam:

– será que você é realmente a melhor pessoa para executar este projeto?
– A cultura do brasileiro irá aceitar esse produto?
– A startup estrangeira poderá soterrá-lo caso decida entrar no mercado local?
– Não seria melhor se concentrar em um modelo inovador, e passar a competir no mercado global ao invés de se contentar com o mercado brasileiro?
– Uma inovação não traria muito mais retorno?

A resposta real se restringe à sua capacidade e execução, networking, conhecimento do mercado e do potencial do modelo escolhido. E enquanto você decide se copia ou não, provavelmente já existe uma outra cópia sendo preparada.

Para refletir mais, leia esse post já famoso da Aceleradora: copie, mas evolua.

Leave a Reply